Descubra o que são contratos inteligentes híbridos

O que são contratos inteligentes híbridos?

Talvez você já ouviu falar de smarts contratos executados exclusivamente no blockchain. Mas o futuro são os contratos inteligentes híbridos que combinam código na cadeia de bloco com redes oracle descentralizadas para desenvolver aplicativos mais avançados. Entenda!

Contratos híbridos: por que combinar o código na cadeia com rede oracle?

Não custa lembrar que os blockchains são uma tecnologia que permite a colaboração que substitui a confiança baseada na assinatura pela confiança baseada na matemática. Ou seja, os smarts contracts mudam os mecanismos de hospedagem, execução, fiscalização e custódia de um contrato para a lógica do software executada em uma rede descentralizada. E o principal: nesta rede, nenhum participante individual pode minar a confiança.

Semelhante a um computador sem Internet, os blockchains são altamente confiáveis ​​porque são redes fechadas, propositalmente limitadas. Embora essa característica valiosa de gerar garantias à prova de violação, essa mesma vantagem também impede qualquer tipo de colaboração que requeira dados, computação ou recursos não nativos do blockchain específico.

Portanto, foi o desejo de expandir os tipos de colaboração possíveis em blockchains que levou ao nascimento de oráculos e, por conseguinte, à introdução de contratos inteligentes híbridos.

Em suma, oracles fornecem blockchains com gateways seguros para o mundo externo para que aplicativos de contrato inteligentes possam:

  • verificar eventos externos.
  •  disparar ações em sistemas externos.
  • aproveitar cálculos impossíveis ou práticos de fazer na cadeia.

Como funcionam os contratos inteligentes híbridos?

Os contratos inteligentes híbridos combinam a execução de código na cadeia de blocos com dados e processamento computacional externo ao blockchain, fornecidos pela descentralização na rede Oracle

Resumidamente, o contrato inteligente híbrido consiste em duas partes: 

1) Contrato inteligente – código executado exclusivamente no blockchain, representado por infraestrutura computacional que facilita uma função chave que é a colaboração em ambiente altamente confiável.

 2) Rede(s) Oracle descentralizada(s) – permite serviços fora da cadeia que oferecem suporte ao contrato inteligente. 

Esses dois componentes continuamente interagem entre si de forma segura para criar um único aplicativo de contrato inteligente híbrido. O resultado da interação entre os componentes cria um código na cadeia que é ampliado de diferentes formas, possibilitando integrar novos usos e ferramentas que não seriam possíveis apenas utilizando o blockchain.  Uma vez que, em muitos casos, há restrições técnicas, legais ou financeiras do uso exclusivo da cadeia de blocos. 

Principais pontos de cada uma das tecnologias: blockchain e rede oracle

Para entender melhor qual a composição e a função de cada uma das tecnologias dos contratos híbridos, é interessante entender a funcionalidade de cada uma separadamente. Vamos lá! 

Smarts Contracts (Blockchain) em 4 pontos:

  1. Smarts contracts são contratos de autocumprimento, escritos em código e executados pelo blockchain que permitem a verificação automática do cumprimento de determinadas condições. 
  2. Esses contratos são baseado em um código que ” lê ” tanto as cláusulas acordadas quanto as condições operacionais em que os termos acordados devem ocorrer e se executar automaticamente quando os dados referentes a situações reais correspondem aos dados referentes às condições e cláusulas firmadas.
  3. Os smart contracts são ótimos para enviar e receber dinheiro e fazer cálculos simples, mas não podem acessar dados fora da cadeia, realizar cálculos complexos ou gerar números aleatórios por conta própria.
  4. Essas limitações impedem os contratos inteligentes de cumprir muitas das funções que os contratos legais tradicionais desempenham atualmente.

Assim, a introdução de redes oracle na blockchain promete resolver esse problema…

Redes Oracle descentralizadas em 4 pontos: 

  1. As redes oracle são compostas de validadores que gravam dados no blockchain.
  2. O oracle agrega entradas de vários validadores para que nenhum validador tenha controle sobre o feed do oracle.
  3. Os validadores também podem usar mecanismos diferentes para obter os dados que gravam para aumentar ainda mais a segurança do sistema. 
  4. A partir do momento que os contratos inteligentes híbridos têm acesso a dados fora da cadeia por meio de uma rede oracle, eles podem começar a substituir os contratos tradicionais e podem ser utilizados ​​em todo o ecossistema de contrato inteligente, incluindo DeFi [Finanças Descentralizadas], seguros, jogos e NFTs [Tokens não fungíveis].

Como os oráculos estendem a colaboração baseada em blockchain?

Para entender a importância da implementação dos oracles na composição dos contratos inteligentes, você deve imaginar o blockchain  como uma declaração “se-então” na programação de computador. Isto significa que se você programar o computador para que ao observar a ocorrência de um determinado evento, ele faça algo especificado no programa.

Entretanto, esse contrato inteligente como uma declaração se-então apresenta muitas limitações sobre o que os computadores podem fazer com ele, visto que os computadores não conseguem detectar muitos eventos “se” ou realizar muitas tarefas “então”, porque existem muitas ocorrências “acontecendo lá fora” que um computador não pode saber. Logo, muitos eventos “se” possíveis não acontecerão no blockchain. Para isso, seriam necessárias informações do mundo externo.

Por sua vez, os contratos híbridos podem implementar mecanismos que possuem maior complexidade computacional do que suas contrapartes não híbridas, graças a rede oracle descentralizada inteligente que “abrem uma colaboração mais confiável e eficiente entre os diferentes participantes da rede”. Além disso, oferecem uma maneira de conectar a infraestrutura existente às redes de blockchain com nenhuma modificação de seu backend.

Essa concepção é tão interessante, que vamos listar mais algumas particularidades dos componentes da cadeia de blocos e fora da cadeia, antes de falarmos das aplicações de uso dos contratos híbridos.

Blockchain:

  1. Mantém um livro-razão persistente que fornece a custódia autorizada dos ativos dos usuários e interage com as chaves privadas.
  2. Executa a liquidação final processando transações irreversíveis que transferem valor entre os usuários.
  3. Fornece resolução de disputas e proteção para garantir o funcionamento adequado dos serviços fora da cadeia executados pela tecnologia oracle.  

Rede Oracle descentralizada: 

  1. Busca, valida, protege e entrega dados de APIs externas para contratos inteligentes em execução em blockchains. 
  2. Executa vários tipos de cálculos para contratos inteligentes em execução em blockchains.  
  3. Permite saídas de retransmissão do código de contrato inteligente para outras cadeias de bloqueio ou sistemas externos.

O que os contratos híbridos significam para a economia global?

Os contratos híbridos permitem uma estrutura inteligente avançada que proporciona automação contínua, segura e universal entre todas e quaisquer entidades independentes que operam em sistemas e blockchains distintos.

A Chainlink, por exemplo, pioneira na criação do conceito de uma rede descentralizada e única de oráculos tem como objetivo conectar smart contracts baseados em blockchain com dados do mundo inteiro para ajudar os desenvolvedores a superar as limitações técnicas atuais dos contratos inteligentes para obter benefícios, como:

  • conectividade externa;
  • privacidade;
  • escalabilidade.

Em suma, as redes oracle desbloqueiam um grande número de aplicativos baseados em blockchain que exigem privacidade ou escalabilidade, incluindo diversos casos de uso corporativo como finanças e seguros precisam de alto rendimento e tomada de decisões em tempo real.

Casos de uso de contratos inteligentes híbridos

Identificação: informações de identidade podem ser verificadas de maneira automatizada, preservando a privacidade. Os contratos inteligentes podem definir as informações pessoais necessárias e as ações tomadas ao recebê-las, enquanto os oracles podem realizar cálculos que verificam as informações pessoais de um usuário sem expô-las publicamente, revelando-as à contraparte e/ou armazenando-as em um sistema externo.

Finanças: o blockchain podem definir as regras de engajamento para compradores e vendedores, enquanto os oracles podem precificar produtos e liquidar mercados usando dados externos, bem como realizar cálculos para recursos opcionais como ocultação de transação, verificação KYC, pedido de transação justa e alta velocidade para processamento fora da cadeia.

Cadeia de suprimentos: contratos inteligentes podem delinear as várias obrigações, termos de pagamento e penalidades, enquanto os oracles podem ajudar a rastrear remessas, monitorar o controle de qualidade, verificar identidades de clientes e acionar pagamentos de liquidação usando uma combinação de cálculos de preservação de privacidade e feeds de dados externos de redes IoT, web servidores, outros blockchains e back-ends corporativos.

Seguro: enquanto a cadeia de blocos defini os prêmios e processos de sinistros, os oracles podem conectar o contrato a feeds de dados externos para cotação e arbitragem de sinistros. Os oracles também podem realizar cálculos de avaliação de risco, buscar resultados de avaliação de risco complexos (por exemplo, de uma plataforma em nuvem) e verificar IDs confidencialmente.

Jogos: enquanto o blockchain define os modelos de distribuição de recompensas e jogabilidade, os oracles podem fornecer aleatoriedade à prova de violação para garantir uma jogabilidade comprovadamente imparcial e distribuições de prêmios justos. Assim, os apps de jogos também podem conectar feeds de dados do mundo real, como leituras de sensores de IoT para realidade aumentada, e processar certas funções de jogo fora da cadeia para obter maior desempenho.

Marketing: os contratos inteligentes podem definir um modelo de pagamento em camadas com marcos específicos, enquanto os oracles podem validar que as métricas de desempenho foram atingidas e fornecer cálculos confidenciais sobre os dados do cliente e tendências de mercado mais amplas para avaliações avançadas de campanha.

Governança: a cadeia de blocos pode definir toda a estrutura de governança, enquanto os oracles podem fornecer dados e cálculos externos para acionar a participação nos lucros, deduzir taxas compartilhadas, verificar compromissos de associação ou até mesmo automatizar a tomada de decisões.

Por fim, podemos afirmar que os contratos inteligentes híbridos abrem caminho para a adesão global de contratos autônomos seguros e capazes de fornecer suporte a uma gama de casos de uso mais ampla e realmente úteis para os mais diversos setores da economia.

Fonte: https://blog.chain.link/hybrid-smart-contracts-explained/


Gostou deste conteúdo? Não esqueça de curtir e compartilhar! A Juridoc é uma plataforma de gestão de contratos que agrega tecnologia de ponta para transformar os processos de criação, colaboração e compartilhamento de documentos no setor jurídico e corporativo.

Related Post
LegalTech: 7 tendências de tecnologia jurídica para 2021 e pós-pandemia
Tendências de tecnologia jurídica 2021

A tecnologia jurídica tem um impacto direto no futuro do trabalho jurídico, pois está capacitando e formando uma nova geração Leia mais

Por que seu escritório jurídico precisa de um CLM em 2021?
Veja 10 motivos para adotar o CLM em seu escritório jurídico

Hoje, quase todos os setores utilizam tecnologia moderna para aprimorar suas operações. A razão é que, neste mundo moderno e Leia mais

  • Readers Rating
  • Rated 5 stars
    5 / 5 (1 )
  • Your Rating


No Comments

Post A Comment