RH em tempos de Covid -19: 5 estratégias para adotar [durante e pós-pandemia]

Há algum tempo, o mundo enfrenta desafios nunca antes imaginados devido à pandemia do Covid-19. Dificilmente há uma área que não tenha sido afetada. Mudanças ocorreram na vida profissional cotidiana, atividades de lazer e interação social.

Conforme o último balanço da Universidade Johns Hopkins já são 6.048.384 casos confirmados da doença e 368.604 mortes em todo o mundo.

Diante destes números e as restrições impostas, de uma forma ou de outra, a crise alcançou a grande maioria das empresas e afetou as perspectivas econômicas mundiais, assim como o mercado de trabalho.

Mesmo a implementação da vacina estar cada vez mais próxima, representando avanços significativos para reabrir de forma decisiva a economia, o momento continua a trazer novos desafios, devido às inúmeras mudanças ocorreram como resultado inevitável das restrições impostas pelo distanciamento social.

Um exemplo disso é o  trabalho remoto que aumentou de forma significativa e de maneira repentina. Mesmo as pessoas que nunca trabalharam em casa antes da crise (30%) precisaram fazer home office.

Neste sentido, as equipes de Recursos Humanos (RH) em todo o mundo tiveram que lidar com a flexibilização nas estruturas de suas equipes e dar um grande salto na direção de novos padrões de trabalho.

Os gestores de RH não somente sentiram os efeitos imediatos da pandemia como precisam se concentrar em novos padrões de trabalho  pós-pandemia.

Muitas das mudanças que estão ocorrendo para alguns especialistas não são apenas momentâneas, mas vieram para ficar, visto que a pandemia revelou a necessidade de tecnologias que suportem e não subestimem um ambiente de força de trabalho remoto.

Diante disso, elencamos 5 estratégias que estão sendo adotadas pelos departamentos de RH no mundo todo e que vão ditar também a sustentabilidade das empresas pós-pandemia.

1. Contratação remota e força de trabalho flexível

Por causa do COVID -19, as empresas tiveram que ampliar a utilização de tecnologias e formas de comunicação digitais, bem como de home office e investir em ferramentas de colaboração virtual.

Assim como também ocorreu uma forte mudança no recrutamento. Não somente a forma de recrutar, mas também nas estratégias de marketing de recrutamento.

As empresas estão sentindo a necessidade cada vez maior de focar em contratações para funções flexíveis que também podem ser feitas em casa.

Isso tem acontecido principalmente porque o recrutamento e as estratégias de marketing vigentes antes do COVID -19 provavelmente falharão devido às mudanças no ambiente de trabalho. Assim como nos regulamentos sobre como as empresas podem conduzir as operações diárias.

Em vista disso, o RH está voltado para processos de aquisição de talentos atualizados e revisados, não somente na busca de soluções ágeis de entrevistas e avaliação digital, mas também uma maior flexibilização na criação de vagas e seleção de candidatos.

2. Infraestrutura preparada para o futuro

Quando se trata de lançar as bases para novas tecnologias que permanecerão úteis no futuro, de fato é necessário algum nível de investimento.

Entretanto, quando esses investimentos são geridos de forma adequada, os benefícios da transformação superam em muito o custo da estagnação.

E algumas dessas tecnologias, como serviços baseados em nuvem, podem realmente reduzir custos em longo prazo.

Os aplicativos que podem ser usados ​​sob demanda (Software como Serviço – SaaS ) podem ser usados ​​como ferramentas no trabalho diário para gerenciar as rotinas de trabalho com vantagens tecnológicas e organizacionais.

3. Aprimoramento das habilidades digitais

Uma vez que as empresas tiveram que acelerar agressivamente suas estratégias de digitalização, a força de trabalho teve que se adaptar às condições em rápida mudança em todos os setores.

Neste sentido, os RH estão voltados cada vez mais à contratação de candidatos com qualificações não apenas para fazer o trabalho atual, mas também para aprender novas habilidades e se adaptem a um local de trabalho em constante mudança.

Por outro lado, as empresas também precisam olhar cada vez mais para dentro e implementar estratégias de mobilidade interna que lhes permitirão aproveitar ao máximo os recursos que já tem.

Essa estratégia não apenas permite que os funcionários desenvolvam e aprimorem suas habilidades, mas também continuem desenvolvendo os requisitos de trabalho cruciais para o futuro.

4. Eventos virtuais

Durante anos, as empresas puderam escolher entre organizar um eventos presenciais, virtuais ou híbridos. Mas nos últimos meses, tiveram que lidar completamente com o virtual.

Mas os eventos virtuais não serão encerrados mesmo após o fim da crise do Covid-19. Portanto, este momento também é uma oportunidade valiosa para entender a tecnologia de eventos virtuais e criar uma estratégia para o futuro.

As empresas descobriram que podem hospedar uma conferência global, curso de treinamento sob demanda, lançamento de produto, feira de recrutamento usando apenas um laptop ou telefone celular e uma conexão com a Internet.

De fato existe um desejo por networking e interação pessoal, mas os eventos virtuais devem continuar a desempenhar um papel importante junto com os eventos presenciais no futuro. principalmente pelos benefícios que oferecem.

Por exemplo, não há custos típicos de eventos, como bufê, aluguel do local, custos de viagem e gastos com segurança, além de contribuírem com a questão da sustentabilidade, economizando as emissões de viagens dos participantes.

5. Automação e digitalização

As empresas que estão superando a crise tem, sobretudo, buscado uma operação mais centrada de dados e a automação das tarefas administrativas.

Essa automação acelerada pela necessidade de maior envolvimento em decisões estratégicas e políticas em um ambiente de negócios em rápida mudança, a digitalização se mostrou um ponto-chave para liberar recursos e tempo.

O departamento de RH em particular podem usar a automação para suas tarefas administrativas. Quer sejam pedidos de férias, documentação de tempo de trabalho ou licença médica, a digitalização já oferece soluções que simplificam muitas vezes o processamento e a administração.

Um bom exemplo disso é o trabalho que as ferramentas de gestão de contratos realizam. Diversas tarefas podem ser implementadas com essa solução, como a manutenção de dados de funcionários, gerenciamento, compartilhamento e assinaturas eletrônicas de documentos.

Em suma, digitalizar as tarefas administrativas permite que o departamento de RH reaja mais rapidamente às mudanças e à implementação das necessidades dos funcionários.

Conclusão

É seguro dizer que, apesar de todos os contratempos que a pandemia trouxe para as empresas nos últimos meses, também houve mudanças transformadoras que terão um impacto duradouro no setor de RH.

Como sempre, a estratégia de transformação digital precisa ir além da tecnologia para abranger as pessoas e processos que as apoiarão a antecipação e superação dos desafios futuros.

Related Post
Transformação Digital do RH: guia completo para sua empresa

Neste guia básico sobre transformação digital, examinamos o que é RH digital, quais os benefícios e como viabilizar essa transformação Leia mais

Como o software de gestão de contratos se encaixa na sua estratégia de otimização da força de trabalho?

Neste artigo, você descobre porque o software de gestão de contratos vai ao encontro da sua estratégia de  otimização da Leia mais

  • Readers Rating
  • Rated 4.5 stars
    4.5 / 5 (1 )
  • Your Rating


No Comments

Post A Comment